sexta-feira, 24 de julho de 2009

Sometimes we need to make a change.

Depois de muito tempo sem escrever nada, aqui estou eu para inundá-los com palavras chatas e sem sentido! Ultimamente eu tenho estado longe da internet, como se estivesse cansada da mesmice que a mesma apresenta. E isso é algo que me levou a escrever o post de hoje. Não é incrível e ao mesmo tempo cômico como algo que é tido como o milagre e paralelamente o mau do século, como a internet, possa ser tão entediante e massante? Sim, porque inicialmente eu tinha a internet como a solução dos meus problemas, uma máquina de fazer amigos virtuais, um meio de me comunicar fácil e rapidamente com pessoas que eu não falava há tempos e um portal de entretenimento sem fim, onde eu podia fazer de tudo, criar meu mundo usando apenas uma tela, uma CPU, um mouse e um teclado. Não soa mágico como uma coisa tão simples como uma caixa preta, famosa CPU, podia me trazer tamanha diversão? Mas conforme o tempo passou, eu percebi que amizades virtuais podem não ser tão legais e simples assim, algumas se tornam complexas, até falsas. Mas há o que se aproveitar disso, pois algumas amizades são realmente verdadeiras e intensas, como diriam: "Poucas e boas." Fazer amizades é um dos milhares pontos positivos da internet, mas vivendo a minha pacata vida fui percebendo que chega um momento em que a internet não lhe é mais interessante, ela se torna cansativa, chata.
Nessas férias eu me peguei pensando muitas vezes como a maioria das coisas que eu fazia na internet eram superficiais, desnecessárias, resumindo, coisas que não me acrescentavam nada na vida. Sim, eu cansei do milagre do século, da milagrosa e colorida internet! Como se isso fosse algo incomum...
Parece que cansar da internet não é algo tão impressionante, mas esse não é o ponto. O ponto que quero chegar é o que vem junto com o ato "cansar da internet".
Sim, porque ao cansar da internet percebi mil coisas que eu não percebia antes, e uma delas é que há uma vida além do orkut, do myspace, do twitter e derivados. Não dá pra passar a vida vivendo uma "vida virtual".
Ok, eu sei que isso soa estranho para algumas pessoas, mas essas pessoas só entenderão o que eu estou falando quando chegarem ao mesmo ponto de esgotamente virtual que eu cheguei.
EXISTE UMA VIDA REAL, ACORDEM.
Existem tantas coisas que eu preciso fazer antes de morrer e em vez de aproveitar a vida, eu passava dias e mais dias sentada em frente o monitor, fazendo nada de construtivo. Pode ser que pareça ridículo, mas eu prefiro me afastar disso aqui e começar a socializar mais com as pessoas!
Estudos, outro ponto extremamente importante que me fez perceber que a internet não é tudo. Eu só tenho 15 anos, estou no segundo colegial e pretendo passar numa faculdade conceituada, então prefiro me aplicar mais aos estudos à ficar vendo quem me mandou um scrap no orkut.
Além disso, a internet afasta muito as pessoas, porque pode parecer mais simples mandar um scrap ou dar um reply no twitter do que sair de casa para se encontrar com a pessoa, mas acordem, somos todos seres humanos, precisamos de contato físico, precisamos de amizades que se constroem não só através da internet.
Portanto esse era o ponto que eu queria destacar hoje, chega uma hora que precisamos perceber que internet não proporciona tudo na vida, e que precisamos crescer e amadurecer um pouco para perceber isso, mas uma vez que percebemos, conseguimos ver que a vida é mais do que essa incrível rede que conecta as pessoas.
Então... Algumas vezes nós precisamos fazer uma mudança, encare isso e talvez você entenda o que eu quis dizer através desse post farto e confuso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário